Silviah Carvalho
 "Sobrará culpa aonde faltar o amor... Não se culpe, Ame"
CapaCapa
TextosTextos
FotosFotos
PerfilPerfil
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Textos


Pedras Diferentes

“O Sofrimento é um poderoso fertilizante para as raízes do caráter, o motivo da provação é fazer o máximo dele”.

Há alguns anos, ganhei um anel de ouro com pedras semi-preciosas, porem, essas pedras não brilhavam e eu não me sentia motivada a usá-lo, então tentei troca-lo, como não consegui, coloquei-o num porta-jóias, esqueci do anel por um bom tempo, até que alguns anos mais tarde consegui vende-lo. Esse anel passou quatro anos nas mãos de outra pessoa, nesse espaço de tempo, sofri um acidente, passei quatro anos exilados em minha casa, não conseguia buscar a Deus, e o céu parecia impenetrável! Sentia-me só, sem família, sem amigos e sem Deus, e a aparente ausência e indiferença de Deus me consumia pouco a pouco.
Depois daqueles quatro “longos” anos a pessoa que comprara o anel trouxe-o de volta e insistiu para que eu o retomasse, ela em nada o tinha modificado, mas decidi não vende-lo, mandei trocar aquelas pedras foscas por pedras originais o que o deixaria mais brilhante.
O ourives disse que em uma semana o traria como eu queria, esperei uma, duas, três semanas, e ele chegou sem o anel e me disse que o formato das pedras era raro e não tinha pedras preciosas daquele jeito, e ele teria que lapida-las, para que ficassem do jeito que eu queria e eu só teria que pagar um pouco mais.
Hoje o anel está no meu dedo, com pedras preciosas e brilhantes como eu pedi...
Quem diria que esse anel mudaria tanto apenas porque foi polido e suas pedras trocadas.
---Que processo exaustivamente maravilhoso ele teve passar para ficar como eu queria? – Mãos estranhas, esquecimento, desvalia, lapidação...
As palavras do ourives me fizeram pensar, que por muitas vezes somos submetidos a esse mesmo processo, somos humilhados, desacreditados, deixados de lado, e chegamos a pensar ser crueldade de Deus, deixar que tudo isso nos aconteça, chegamos a ter pena de nós, porque olhamos para as chamas da fornalha e não vemos o quarto Homem, perdemos a chance de ver e sentir a presença real de Deus,
E não é crueldade, é a manifestação do amor que purifica necessário para o nosso crescimento, é a inevitável moldura de caráter, tão indispensável quanto o ar que respiramos!
No momento de lapidação, na demora desse processo não percebemos a importância de ser uma pedra diferente, rara, que requer tratamento especial...
Mas é no sofrimento que nosso caráter é aperfeiçoado, as escórias são tiradas de nós, e o Espírito Santo, passa brilhar em nossas vidas.
As aflições não podem nos causar danos quando misturada com abnegação e submissão.
É preferível ser lapidado a ter de permanecer num porta-jóias esquecido.
Mesmo porque, as coisas contra as quais nos rebelamos, são instrumentos Divinos para moldar e aperfeiçoar nosso caráter, instrumentos que nos prepara como pedras vivas para o grande edifício de Deus nos céus.

Silviah Carvalho
Enviado por Silviah Carvalho em 15/01/2010
Alterado em 15/01/2010
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários