Silviah Carvalho
 "Sobrará culpa aonde faltar o amor... Não se culpe, Ame"
CapaCapa
TextosTextos
FotosFotos
PerfilPerfil
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Textos


Sopro

Na quarta vigília da noite,
no preceder dos dias festivos
onde há espaço entre dias e dias de
angustias na alma que afligistes.

Estando nas suas mãos, não
esmiúces a cana quebrada (entenda)
nem pise o broto que vinga
da tristeza roubo um sorriso.

E no silêncio minha vida finda.

Não há o que me faça esquece-lo
que longe de te me faça viver
andei em noites inebriantes...
caminhos costurados em dores.

Vivi momentos eternizados 
em amor, e não há diferença em
você a não ser o alongar-se nos
braços de muitos amores.

Na quarta vigília da noite
na dor que ainda persiste
sobe o sopro da alma na
solidão em que a destruístes.
Silviah Carvalho
Enviado por Silviah Carvalho em 19/06/2015
Alterado em 03/09/2015

Música: christina_perri_a_thousand_years_official_music_video_mp3_65612 - Desconhecido

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários