Silviah Carvalho
 "Sobrará culpa aonde faltar o amor... Não se culpe, Ame"
CapaCapa
TextosTextos
FotosFotos
PerfilPerfil
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Textos


Esqueço-me

As tuas estações mudam, eu não
Tua ausência não me transforma
Naquilo que não quero ser, pois
Quando o vento sopra corriqueiro
Varrendo as folhas do quintal
 
Mostrando a terra seca vejo teu rastro
Limitando espaços, nem perto nem
Longe, nem ausente nem presente
Onde tudo que é lindo significa Você...
 
E escrevo teu nome nas nuvens
Carregadas de águas, escrevo em letras
Celeste do amor que sinto e não tenho
 Do carinho que dou no dispensar

Das horas vividas por você
Onde não há negritude amor
Que assim me iludas, pois que
Proveito há no perder?
 
Ainda ando aqui, esquivando da tristeza
De mãos dadas com a solidão que agora
Me deixou, levando do meu amor a pureza
Presenteando-me com esta dor em meu
Coração
Que insiste em sabê-lo ciente
Dos caminhos desta ilusão.
 
Anuncio-me em despedidas desta vida
Aonde do sofrimento me arrasto no
Vazio funesto sem uma palavra sequer

Perdendo você, perco também a fé
Deixo-me e esqueço-me debaixo desta
Chuva, onde nas nuvens escrevi teu nome
 
E prezo a sorte vinda destas tuas águas
A apagar a chama que em mim ascendeu
E desflorir o jardim deste teu inverno
que
Como se fosse primavera, feneceu
Onde toda flor que era tua, sem tua
Piedade também morreu.
 

 
Silviah Carvalho
Enviado por Silviah Carvalho em 06/04/2016

Música: do you remember me - enrique iglesias

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários