Silviah Carvalho
 "Sobrará culpa aonde faltar o amor... Não se culpe, Ame"
CapaCapa
TextosTextos
FotosFotos
PerfilPerfil
Livro de VisitasLivro de Visitas
ContatoContato
LinksLinks
Textos


Ancorada

Como caminhar entre laranjeiras
Avolumando aromas, seduzindo
O coração a pele, o corpo inteiro
O sentimento pleno e verdadeiro.

Amei-te tanto, e tão profundamente 
E passei a viver de você assim; só,
Num eternamente entranhado de
Amor incondicional e paciente.

Quem dera houvesse em você
Uma gota do amor que sinto
A solidão, ausência e dor não
Existiriam, apenas amor....

Não houve sequer uma palavra
Minha, dita sem lágrimas como
Estas, tão sofridas.suportando.
Ancoradas em águas frias

Saibas, o meu não te querer, é
Externo, na verdade, respiro você
E é como se eu andasse entre as
Flores, sinto exaurir-me as forças

Desejo-te na fraqueza de minha
Carne a consumir-me noite e dia
O amo em meio as tempestades
Amor sacrificado em pura poesia.

 
Silviah Carvalho
Enviado por Silviah Carvalho em 29/06/2017
Alterado em 06/08/2017
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Comentários